Olááá! Hoje é

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Em busca do Seu Príncipe.





Olá minhas queridas, bom diaaaa!

Acordei feliz, animada e fiquei inspirada a escrever assim que comecei a assistir no Jornal Bom dia Paraná, uma enquete com as mulheres, sobre “os relacionamentos de hoje em dia”. A pergunta era: O que nós mulheres esperamos, buscamos ou desejamos de um parceiro ideal?

O que mais me chamou a atenção nas entrevistadas, foi que elas ainda esperam o príncipe encantado. Então, fiquei pensando nessa questão e cheguei há algumas reflexões.

Em primeiro lugar, fui buscar no dicionário o significado da palavra Príncipe que nada mais é do que um título de Nobreza. E em segundo fui buscar no dicionário o significado da palavra Encantado que vem do verbo en.can.tar:
  1. Lançar encantamento ou magia sobre alguém; enfeitiçar alguém;
  2. Transformar alguém em outro ser, por artes mágicas;
  3. Maravilhar, seduzir.
Após essa pesquisa, chego à conclusão de que é impossível encontrar (como todos os terapeutas e especialistas na área de relacionamentos já disseram) o Príncipe Encantado, porque trata-se de uma magia, de alguém que criamos na nossa imaginação, de um ser que projetamos em nossa mente com a capacidade de nos maravilhar e seduzir todo o tempo como um feitiço.

Então, acredito que o correto seria dizer que estamos em busca de um Príncipe. Porque nobreza, ser nobre, significa mostrar grandeza no coração, elevação moral, distinção; Gesto nobre significa generosidade. E essas qualidades minhas queridas são encontradas em homens de bem. Porém, homens de bem, são seres humanos e, portanto sujeitos a defeitos, fraquezas, teimosia, vontades, orgulho, vaidade... Enfim... Sujeitos a qualidades e defeitos.

E com tudo isso, ainda tem a questão de sermos pessoas únicas, com educação, vivências e experiências boas e ruins.

E para complicar ainda mais... rsrsrs... Existem também objetivos e metas diferentes, momentos de vida distintos, correria do dia-a-dia, cobranças no mercado de trabalho, e tantos outros desafios que enfrentamos no nosso processo de crescimento.
E isso mesmo minhas amigas, além de tudo que citei, ainda estamos em aprendizado constante, em evolução permanente.

Mas, com tudo isso, complicado não significa impossível, improvável ou intolerável.
Complicado significa: complexo, difícil, trabalhoso, embaraçoso...

Portanto mulheres e homens, vamos refletir sobre esse texto e analisar o que é preciso fazer, aprender, mudar, aceitar, para termos um relacionamento satisfatório, respeitoso e amoroso. Sim, porque embora eu tenha falado todo o tempo em mulheres buscando Príncipes encantados, os homens também procuram Princesas Encantadas (e falarei sobre as princesas no meu próximo post).

Por: Mitchel Pimentel

Bjks e tenham um ótimo dia e uma semana cheia de amor e vibrações positivas.

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Relacionamentos precisam de RENOVAÇÃO




Para qualquer tipo de relacionamento (amoroso, familiar, corporativo etc.), para ter sucesso, é preciso que haja compreensão e respeito das duas partes. No trabalho, por exemplo, muitas vezes, ficamos calados ou deixamos para lá porque entrar em uma discussão acarreta o risco de perder o emprego que é tão importante. Ainda no ambiente corporativo, nos moldamos e esforçamos para incorporar mudanças, nos adaptar a novos colegas e flexibilizar nossas opiniões diante de novas ideias. Entretanto, na família e no casamento, nos esquecemos de fazer o mesmo. Muitas pessoas fazem de tudo para manter o emprego e às vezes não prestam atenção em como estão às relações dentro de casa.

É preciso ter em mente que, assim como é importante prestar atenção e se adaptar às mudanças no trabalho para não ficar desempregado, é igualmente importante se adaptar às nossas mudanças pessoais e às pessoas de nosso convívio para não perder o casamento, a família e os amigos.
Atitudes como flexibilidade, compreensão, respeito às diferenças e a capacidade de compreender e aceitar mudanças devem estar presentes em todas as nossas relações pessoais.

Atitudes como flexibilidade e respeito as diferença devem estar presentes em todas as nossas relações pessoais.

No início de um relacionamento amoroso, primeiramente ocorre à descoberta das semelhanças entre gostos, amizades, história de vida e valores entre o casal. Na sequência, percebe-se que, além das semelhanças, existem também as diferenças, e a convivência com elas exige uma adaptação das duas partes.
O tempo que essa adaptação demora a acontecer depende de cada um, pois, para que isso ocorra talvez ambas as partes precisem abrir mão de certas coisas em pró do outro. Essa é a construção de um relacionamento.
Pensamos que, passadas essas etapas iniciais de adaptação, tudo está acertado e é só manter o relacionamento como está. No entanto, não percebemos que no decorrer da vida as pessoas mudam e o que era verdade absoluta há 10 anos, hoje pode ser visto como bobagem.

Ou seja, assim como uma empresa, a política do casal e a filosofia de cada membro passam por mudanças e alterações com o decorrer do tempo. Nesse momento é preciso iniciar a reconstrução de um novo relacionamento.
Hábitos e rotinas sofrem alterações. Chegam e saem filhos, muda-se de casa, bairro, cidade ou até país, muda-se de emprego, de nível social etc., e essas mudanças afetam diretamente as pessoas envolvidas.
Frente a essas mudanças surge a necessidade do casal se adaptar novamente um ao outro, alinhar os pensamentos, fazer acordos, respeitar as diferenças e se flexibilizar para que continue havendo um bom entrosamento e o relacionamento não seja negativamente afetado.

Muitas vezes o casal não percebe a mudança em si e no outro e continua se relacionando da forma "antiga". Nesse ponto, conflitos podem surgir e, para que eles sejam solucionados, é necessário que haja um novo entendimento entre as novas semelhanças e diferenças.

Esse re-arranjo deve ser constante em qualquer relacionamento, uma vez que as pessoas estão em constante modificação e transformação. No ambiente familiar, por exemplo, quando o filho casa, passa a ter um novo relacionamento com os pais e é preciso que todos construam uma nova relação. Quando esse filho tiver filhos terá que construir uma nova relação com sua esposa e criar uma relação com o novo filho e assim por diante.
Portanto, para que qualquer tipo relacionamento não se desgaste e seja duradouro, tenha qualidade e não gere sofrimento e conflito para os envolvidos. Ele deve ser construído e reconstruído constantemente.

Por: Milena Lhano.

Meus queridos, renovem-se como as manhãs. Um belo dia pra vocês.

Bjks
Mitchel

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Ser Mãe




Redação do Momento Espírita, de autoria de Sharon Nicola Cramer.
 

A missão de ser mãe quase sempre começa com alguns meses de muito enjôo, seguido por anseios incontroláveis por comidas estranhas, aumento de peso, dores na coluna, o aprimoramento da arte de arrumar travesseiros preenchendo espaços entre o volume da barriga e o resto da cama.

Ser mãe é não esquecer a emoção do primeiro movimento do bebezinho dentro da barriga.

O instante maravilhoso em que ele se materializou ante os seus olhos, a boquinha sugando o leite, com vontade, e o primeiro sorriso de reconhecimento.

Ser mãe é ficar noites sem dormir, é sofrer com as cólicas do bebê e se angustiar com os choros inexplicáveis: será dor de ouvido, fralda molhada, fome, desejo de colo?

É a inquietação com os resfriados, pânico com a ameaça de pneumonia, coração partido com a tristeza causada pela morte do bichinho de estimação do pequerrucho.

Ser mãe é ajudar o filho a largar a chupeta e a mamadeira. É levá-lo para a escola e segurar suas mãos na hora da vacina.

Ser mãe é se deslumbrar em ver o filho se revelando em suas características únicas, é observar suas descobertas.

Sentir sua mãozinha procurando a proteção da sua, o corpinho se aconchegando debaixo dos cobertores.

É assistir aos avanços, sorrir com as vitórias e ampará-lo nas pequenas derrotas. É ouvir as confidências.

Ser mãe é ler sobre uma tragédia no jornal e se perguntar: E se tivesse sido meu filho?

E ante fotos de crianças famintas, se perguntar se pode haver dor maior do que ver um filho morrer de fome.

Ser mãe é descobrir que se pode amar ainda mais um homem ao vê-lo passar talco, cuidadosamente, no bebê ou ao observá-lo sentado no chão, brincando com o filho.

É se apaixonar de novo pelo marido, mas por razões que antes de ser mãe consideraria muito pouco românticas.

É sentir-se invadir de felicidade ante o milagre que é uma criança dando seus primeiros passos, conseguindo expressar toscamente em palavras seus sentimentos, juntando as letras numa frase.

Ser mãe é se inundar de alegria ao ouvir uma gargalhadinha gostosa, ao ver o filho acertando a bola no gol ou mergulhando corajosamente do trampolim mais alto.

Ser mãe é descobrir que, por mais sofisticada que se possa ser, por mais elegante, um grito aflito de mamãe a faz derrubar o suflê ou o cristal mais fino, sem a menor hesitação.

Ser mãe é descobrir que sua vida tem menos valor depois que chega o bebê.

Que se deseja sacrificar a vida para poupar a do filho, mas ao mesmo tempo deseja viver mais – não para realizar os seus sonhos, mas para ver a criança realizar os dela.

É ouvir o filho falar da primeira namorada, da primeira decepção e quase morrer de apreensão na primeira vez que ele se aventurar ao volante de um carro.

É ficar acordada de noite, imaginando mil coisas, até ouvir o barulho da chave na fechadura da porta e os passos do jovem, ecoando portas adentro do lar.

Finalmente, é se inundar de gratidão por tudo que se recebe e se aprende com o filho, pelo crescimento que ele proporciona, pela alegria profunda que ele dá.

Ser mãe é aguardar o momento de ser avó, para renovar as etapas da emoção, numa dimensão diferente de doçura e entendimento.

É estreitar nos braços o filho do filho e descobrir no rostinho minúsculo, os traços maravilhosos do bem mais precioso que lhe foi confiado ao coração: um Espírito imortal vestido nas carnes de seu filho.

A maternidade é uma dádiva. Ajudar um pequenino a desenvolver-se e a descobrir-se, tornando-se um adulto digno, é responsabilidade que Deus confere ao coração da mulher que se transforma em mãe.

E toda mulher que se permite ser mãe, da sua ou da carne alheia, descobre que o filho que depende do seu amor e da segurança que ela transmite, é o melhor presente que Deus lhe deu.

Um belo domingo a todas mães e futuras mamães.

Bjks
Mitchel

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Comece Bem o seu Dia






Redação do Momento Espírita
Disponível no livro Momento Espírita, v. 2, ed. Fep.
Em 31.01.2011.

Qual é o primeiro pensamento que lhe vem à mente quando você acorda de manhã?
Talvez você acredite que o que você pensa, no primeiro instante do seu dia, tem pouca importância, mas não é assim.
O pensamento é uma poderosa ferramenta com a qual você pode obter resultados valiosos na sua jornada diária.
Assim, você pode definir como vai ser o seu dia, logo que abrir os olhos de manhã.
Analise, se já teve algum desses pensamentos ao despertar:
Eu queria que hoje fosse feriado, para dormir até tarde!
Ah como eu gostaria de ser milionário para não precisar trabalhar!
Meu Deus! Que vida dura. Não aguento mais ser escravo do relógio!
Ah, como é difícil ter que bater ponto todos os dias...
Ah se eu descobrisse quem inventou o trabalho...
Um dia eu ainda acabo com esse maldito despertador para sempre!
Se você notou qualquer semelhança, não é mera coincidência não. Esses são pensamentos matinais muito comuns em grande número de pessoas.
Há até aquelas que chegam ao cúmulo de desejar uma doença qualquer que pudesse servir como desculpa para ficar em casa o dia todo, em regiões de clima frio, ou curtir uma praia, nas regiões quentes.
Ora, se você saúda o dia com pensamentos dessa natureza, o que espera que o seu dia lhe ofereça?
É importante considerar que a força de um simples pensamento pode alterar a paisagem do seu hoje.
Se, ao acordar, você se lembrasse de agradecer pela nova manhã que Deus lhe concede;
pela oportunidade de estar ainda no corpo físico, quando muitos partem para o além durante o sono;
pelo fato de estar empregado, enquanto muitos não conseguem dormir, preocupados com uma forma de conseguir um trabalho que lhes permita sustentar a família;
por desfrutar de saúde, enquanto muitos gemem de dor nos leitos dos hospitais... certamente o seu dia teria um colorido diferente.
Quando o dia consegue vencer a noite e nos saúda pela manhã com novas oportunidades, é hora de elevar o pensamento ao Criador e agradecer, ainda que ligeiramente.
É hora de sintonizar com as esferas mais altas e colocar-se à disposição para uma nova jornada de trabalho útil.
Agindo assim, em vez de criar nuvens escuras com pensamentos pessimistas, você estará clarificando o seu dia e fazendo luz ao seu redor.
Cultivando pensamentos saudáveis você espalha uma atmosfera radiante no ar e contagia as pessoas com as quais convive, tornando o seu ambiente mais agradável e mais harmônico.

Ao despertar para mais um dia de experiências na Terra, eleve o pensamento aos céus através da oração.
Alcance, pelo pensamento, as altas paragens onde reina a harmonia... E já não ouvirá os sons estridentes da Terra, mas as melodias suaves dos anjos, que são mais delicadas que as brisas da manhã quando brincam na folhagem dos bosques...
Eleve a alma ao Criador e sinta o perfume das flores celestes cultivadas nos mundos sublimes, antes de iniciar o seu dia...
Busque a paz interior e, só então, levante-se para ter um bom dia...

Bjks minhas queridas.
Tenham uma super semana, cheia de amor, boas conquistas, excelentes escolhas e alegria, muuuiiita alegria.

Mitchel